sexta-feira, 30 de julho de 2010

Dia do Orgasmo? Oh yes!


Em 31 de julho de 1999 na Inglaterra, o Dia Mundial do Orgasmo, foi criado por uma idéia de redes de sex shop do país. Descobriram em pesquisas que 80% das mulheres inglesas não atingem o clímax em suas relações. Na verdade o objetivo da coisa toda era despertar a reflexão das pessoas em relação a sua vida sexual.

Então, esse fim de semana promete, em uma data tão sugestiva aproveite o dia para tirar suas dúvidas se conhecer e conhecer seu parceiro, sempre com camisinha, claro.

Mais do que uma data comemorativa, o dia do orgasmo é quando bem entendemos que seja!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Bolo de fubá delícia


Essa receita traz o tradicional bolo de fubá, repaginado na versão com leite condensado na sua massa e pedaçinhos de goiabada. Ai ai ai....

Ingredientes

200 g de manteiga em temperatura ambiente
3 ovos
1 lata de leite condensado
meia xícara (chá) de leite
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de fubá
1 colher (sopa) de fermento químico em pó
1 xícara (chá) de goiabada cortada em pequenos cubos

Modo de Preparo:

Na batedeira, junte a manteiga e os ovos e bata até formar um creme fofo. Adicione o leite condensado em fio e continue batendo. Desligue a batedeira e junte o leite, a farinha de trigo, o fubá e o fermento. Misture muito bem. Unte uma assadeira redonda com furo central (23cm de diâmetro) e despeje a massa. Passe os cubos de goiabada pela farinha e espalhe-os sobre o bolo, afundando-os levemente com uma faca. Leve ao forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 50 minutos.

Microondas:

Não recomendamos o preparo desta receita em microondas, pois o resultado final não é satisfotório.

Sobre a receita

Rendimento: 12 porções
Tempo Total de Preparo: 80 min.


Hoje é dia de FAXINA!


hoje é dia de faxina
vamos tirar a poeira do mau humor
o mofo da ignorância
o excesso de preconceitos guardados
lavar as mágoas
enxugar as lagrimas
e jogar tudinho o que não presta no lixo!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Macarrão ao creme de espinafre


Usei:

250g de macarrão
2 xícaras de folhas de espinafre cozido e escorrido
4 dentes de alho grandes amassados
1 caixinha de creme de leite (200g)
queijo parmesão ralado (embalagem de 50g)
1 pitada de noz moscada
Sal a gosto

Fiz assim:
 
Cozinhe o macarrão enquanto prepara o molho, pra isso você irá precisar daquela panela grande guardada no fundo do armário. Encha com bastante água (uns 2 1/2 litros, mais ou menos) e um fio de óleo para o macarrão não ficar "unidos venceremos" (grudados), pois quanto mais água tiver, mais o macarrão ficará soltinho. Deixe ferver a água e somente quando estiver borbulhando é que você vai pôr o sal, senão, a água demora a ferver. Quando a água borbulhar ponha o macarrão para cozinhar e deixe uns 7 minutos ou veja se está cozido a seu gosto. Coloque as folhas de espinafre para cozinhar na água ou no vapor. Quando estiverem murchas, deixe esfriar um pouco e bata no liquidificador com 1/2 xícara de água ou o sufiente para triturar. Faça dois refogados de alho com óleo ou manteiga, e use metade do alho para o molho e outra para o macarrão.
Molho: refogue o alho, acrescente o espinafre batido, aqueça e coloque o creme de leite e o queijo ralado, aqueça mais um pouco, mas não deixe ferver. Reserve.
Com o macarrão cozido, escorra a água e jogue água fria. O choque térmico interrompe o cozimento da massa.
Refogue o macarrão ao alho e óleo ou manteiga. Sirva ainda quente com o molho por cima da massa.

Dica: o espinafre conserva mais as suas vitaminas se cozido em vapor.
Você pode usar folhas de manjericão para ornamentar o prato.
 

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Madonna: uma dona de casa?



Pela segunda vez Madonna posa para a grife italiana Dolce & Gabannna. Seguindo a mesma linha do primeiro ensaio, aparece novamente como dona de casa de familia siciliana.

Claro, não uma dona de casa como eu, baixa renda, ou você, leitora brega. Se eu vestisse Dolce & Gabanna, eu sairia pela janela do quarto só para não passar pela cozinha!

Com essa roupa e vassoura em mão,
eu poderia jurar que ela sairia voando, menos varrer o quintal.

Modas e vassouras a parte, o destaque fica por conta do trabalho fotográfico. Ou melhor, para edição de Photoshop, afinal, não é pra qualquer um transformar uma cinquentona em uma mocinha de vinte e poucos anos.




Um dia, juro que minha vida será assim:
puro glamour e deixarei de ser Brega de vez!




__________________________________________

Suzana Maria Brega é dona de casa, blogueira e usa chinelos Havaianas.








domingo, 11 de julho de 2010

Mãe não passa roupa do filho e é mantida em cativeiro

Rapaz insistiu que o trabalho era coisa de mulher

É sempre aquela velha história. Alguns acham que arrumar a casa, lavar, passar e cozinhar cotinuam sendo funções únicas e exclusivas da mulher.

Esse foi o caso de um rapaz de 29 anos da cidade de Villa Rica, no estado da Geórgia, nos Estados Unidos. Ele ficou irritado quando sua mãe se negou a passar suas roupas.

O homem insistiu que esse era um trabalho de mulher. Como castigo, tirou as chaves e o celular de sua mãe mantendo-a trancada em casa por seis horas além de ameaçá-la com uma arma.

Sem ferimentos com a ação terrorista do filho, a mãe de 51 anos de idade conseguiu escapar e procurou a delegacia. O machão foi preso e agora terá quem cuide de suas roupas.

Fonte: R7
publicado em 08/07/2010 às 15h57

segunda-feira, 5 de julho de 2010

O Segredo do Casamento

 


Recebi esse texto sendo de autoria de Arnaldo Jabor, mas, na verdade, ele é de autoria de Stephen Kanitz.  Gostei tanto desse texto que resolvi postar dando créditos ao verdadeiro autor, fiquem com ele.



O Segredo do Casamento

Meus amigos separados não cansam de me perguntar como eu consegui ficar casado trinta anos com a mesma mulher. As mulheres, sempre mais maldosas que os homens, não perguntam a minha esposa como ela consegue ficar casada com o mesmo homem, mas como ela consegue ficar casada comigo.

Os jovens é que fazem as perguntas certas, ou seja, querem conhecer o segredo para manter um casamento por tanto tempo.

Ninguém ensina isso nas escolas, pelo contrário. Não sou um especialista do ramo, como todos sabem, mas, dito isso, minha resposta é mais ou menos a que segue.

Hoje em dia o divórcio é inevitável, não dá para escapar. Ninguém agüenta conviver com a mesma pessoa por uma eternidade. Eu, na realidade, já estou em meu terceiro casamento - a única diferença é que me casei três vezes com a mesma mulher. Minha esposa, se não me engano, está em seu quinto, porque ela pensou em pegar as malas mais vezes do que eu.

O segredo do casamento não é a harmonia eterna. Depois dos inevitáveis arranca-rabos, a solução é ponderar, se acalmar e partir de novo com a mesma mulher. O segredo no fundo, é renovar o casamento, e não procurar um casamento novo. Isso exige alguns cuidados e preocupações que são esquecidos no dia-a-dia do casal. De tempos em tempos, é preciso renovar a relação. De tempos em tempos, é preciso voltar a namorar, voltar a cortejar, voltar a se vender, seduzir e ser seduzido.

Há quanto tempo vocês não saem para dançar? Há quanto tempo você não tenta conquistá-la ou conquistá-lo como se seu par fosse um pretendente em potencial? Há quanto tempo não fazem uma lua de mel, sem os filhos eternamente brigando para ter a sua irrestrita atenção?

Sem falar nos inúmeros quilos que se acrescentaram a você, depois do casamento. Mulher e marido que se separam perdem 10 quilos num único mês, por que vocês não podem conseguir o mesmo? Faça de conta que você está de caso novo. Se fosse um casamento novo, você certamente passaria a freqüentar lugares desconhecidos, mudaria de casa ou apartamento, trocaria seu guarda-roupa, os discos, o corte de cabelo e a maquiagem. Mas tudo isso pode ser feito sem que você se separe de seu cônjuge.

Vamos ser honestos: ninguém agüenta a mesma mulher ou marido por trinta anos com a mesma roupa, o mesmo batom, com os mesmos amigos, com as mesmas piadas. Muitas vezes não é sua esposa que está ficando chata e mofada, são os amigos dela (e talvez os seus), são seus próprios móveis com a mesma desbotada decoração. Se você se divorciasse, certamente trocaria tudo, que é justamente um dos prazeres da separação. Quem se separa se encanta com a nova vida, a nova casa, um novo bairro, um novo círculo de amigos.

Não é preciso um divórcio litigioso para ter tudo isso. Basta mudar de lugares e interesses e não se deixar acomodar. Isso obviamente custa caro e muitas uniões se esfacelam porque o casal se recusa a pagar esses pequenos custos necessários para renovar um casamento. Mas, se você se separar, sua nova esposa vai querer novos filhos, novos móveis, novas roupas, e você ainda terá a pensão dos filhos do casamento anterior.

Não existe essa tal "estabilidade do casamento", nem ela deveria ser almejada. O mundo muda, e você também, seu marido, sua esposa, seu bairro e seus amigos. A melhor estratégia para salvar um casamento não é manter uma "relação estável", mas saber mudar junto. Todo cônjuge precisa evoluir, estudar, aprimorar-se, interessar-se por coisas que jamais teria pensando fazer no início do casamento. Você faz isso constantemente no trabalho, por que não fazer na própria família? É o que seus filhos fazem desde que vieram ao mundo.

Portanto, descubra o novo homem ou a nova mulher que vive ao seu lado, em vez de sair por aí tentando descobrir um novo e interessante par. Tenho certeza de que seus filhos os respeitarão pela decisão de se manterem juntos e aprenderão a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das desavenças. Brigas e arranca-rabos sempre ocorrerão: por isso, de vez em quando é necessário casar-se de novo, mas tente fazê-lo sempre com o mesmo par.

Stephen Kanitz é administrador por Harvard (www.kanitz.com.br)

Publicado na Revista Veja, edição 1922, ano 38, nº 37, 14 de setembro de 2005, página 24


sexta-feira, 2 de julho de 2010

Insandycida


Em entrevista a Revista Quem Sandy casada com Lucas Lima, fala de como eles dividem a rotina doméstica, afirma que irá dar um tempo na carreira quando engravidar e diz que só consegue ter uma vida normal quando viaja para o exterior.



Aham... Sandy, senta lá! Vem aqui pra minha rotina que você vai ver o que é enlouquecida, doida, maluca! E eu, nem viajando sou normal, minha filha!