terça-feira, 16 de agosto de 2011

Fora do ar!!!!


Olá, docinhos!!! 
Não é novidade que este blog anda as moscas! Não, não cometerei suicídio virtual, mas, volto quando puder me dedicar melhor a este espaço que me trouxe muitas alegrias, novas amizades... e que bom que pude contribuir com minhas receitas, meus pensamentos... que foram úteis para muita gente!!!
É só um até logo... piiiiiii.....

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Clássico: pavê de biscoito de maisena

Essa foto não é minha, mas da Andréia que postou lá no tudogostoso.com
Vocês lembram da dona Caca Antibes, mãe do Caco do Sai de Baixo? Toda vez que faço esta receita, eu lembro dela dizendo que "pavê não é sobremesa: "é só abrir um pacote de biscoito, uma lata de leite condensado, uma lata de creme de leite, camada, camada, camada. Tá feito o pavê!" Ela tem razão, no que diz a praticidade. Mas, dona Caca, dizer que pavê não é sobremesa, desculpe, mas, não concordo com a senhora. Tem que todo um jeito pra arrumar as camadas, compor o creme, é uma arte, é uma arte...

Dona Caca: "Eu não respeito, mulher que faz pavê!"
Vamos aos ingredientes?


Biscoitos:
 a quantidade de biscoitos, que usei foram 2 pacotes de biscoitos de maisena (gosto dos da Piraquê) para uma travessa de vidro oval mais ou menos com quatro dedos de altura e dois palmos de largura, não tenho a medida exata e pavê você vai fazendo no olhômetro, é natural para quem nunca fez, tem que ter uma noção das medidas, ok?


Para o Creme:
1 colher de chá de margarina
1 colher de chá de maisena
1 lata de leite condensado
  a mesma medida da lata de leite condensado, de leite
3 gemas

Calda para umidificar os biscoitos:
2 xícaras de chá de leite
2 colheres de sopa de chocolate em pó

Para a cobertura:
3 claras
6 colheres de sopa de açúcar
1 de creme de leite sem soro

Para o creme:
Em uma panela ponha a margarina para derreter em fogo baixo e em seguida acrescente o leite condensado com as gemas batidas, o leite e a maisena. Mexa até engrossar como um mingau. Deixe esfriar.

Calda:
Em outra panela coloque o leite e o chocolate em pó ao fogo até levantar fervura.

Montagem do pavê:
Em uma refratária espalhe os biscoitos forrando o fundo, fazendo camadas, molhando-os com o leite achocolatado. Coloque o creme, faça mais uma camada de biscoitos, molhe-os e mais uma camada de creme. Mais uma camada de biscoito e por último a cobertura. Que será preparada no final.

Cobertura:
Bata as claras em neve, acrescente o açúcar e o creme de leite sem soro delicadamente. Jogue em cima do pavê.

Deixe na geladeira por 4 horas antes de servir.


sexta-feira, 29 de abril de 2011

Conto de fatos!!!


Com um dos maiores eventos do século acontecendo: o casamento do Princípe William com a plebéia Kate Middleton a gente repensa essa história de princípe encantado...


O conto mais curto e mais real que já li em toda minha vida... (autora desconhecida)

Era uma vez um rapaz que perguntou a uma garota se ela queria se casar com ele.

A garota disse "não".
E assim Ela viveu feliz para sempre...
Sem lavar, 
sem cozinhar,
sem passar roupas pra ninguém,
saindo com suas amigas,
ficando com quem queria, 
gastando seu dinheiro consigo
e sem trabalhar para ninguém.

FIM
 

O problema é que não nos contam isto quando somos crianças.
Ao contrário, nos enchem a cabeça com o maldito príncipe encantado!

 

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Oi, Moços!


Olá queridos donos de casa, eu estou morta de vergonha de aparecer aqui. Desculpem o incomôdo e peço a compreensão de todos pela ausência. Não fiquem triste eu volto... COITADINHOS!

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Primeiro post de 2011


Aha... que piada mais velha e sem graça, não é crianças! Mais é isso aí! Menos um ano e você tá aí, não mudou nada na sua vida e você tá pensando em pedir pra parar o mundo e descer. Opa! Nada disso,  não sou supersticiosa, mas, acredito que cada ano que se inicia é um novo ciclo com novos projetos e realizações, é hora de fazer um balanço do que passou e pensar no que virá. É isso que desejo pra vocês meus amigos, que este ano seja um ano de expectativas, de melhoras, um ano de reflexão e sabedoria para avaliar o que fica e o que sai de nossas vidas. A nossa caminhada por aqui só é válida quando temos objetivo, intenção de se aprimorar e buscar coisas boas para nossa existência, independente de religião.
Bom, peço desculpas sempre pela pouca informação no blog, não posso prometer nada. Até porque ninguém se interessa pelo que essa doida escreve, só pelo o que faço na cozinha. Mas, agradeço a companhia dos poucos amigos que fiz por aqui. É muito bom ter esse espaço, onde além de poder me distrair, entretenho vocês. Um ótimo ano, é o que eu desejo a todos!